Postagem em destaque

Intertextualidade - Crítica social

                                                        Banksy e a Guerra do Vietnã                                            Menina K...

Total de visualizações de página

domingo, 27 de novembro de 2011

O sobrevivente

A Cyro dos Anjos

Impossível compor um poema a esta altura da evolução da humanidade.
Impossível escrever um poema – uma linha que seja – de verdadeira poesia.
O último trovador morreu em 1914.
Tinha um nome de que ninguém se lembra mais.

Há máquinas terrivelmente complicadas para as necessidades mais simples .
Se quer fumar um charuto aperte um botão.
Paletós abotoam-se por eletricidade.
Amor se faz pelo sem-fio.
Não precisa estômago para digestão.
Um sábio declarou a O Jornal que ainda falta
muito para atingirmos um nível razoável de
cultura.Mas até lá, felizmente, estarei morto.

Os homens não melhoraram
e matam-se como percevejos.
Os percevejos heróicos renascem.
Inabitável, o mundo é cada vez mais habitado.
E se os olhos reaprendessem a chorar seria um segundo dilúvio.

(Desconfio que escrevi um poema)

Carlos Drummond de Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário